Energia não pode nem ser criada nem destruída, apenas transformada em uma outra...
Nossa companhia com sua produção de equipamentos oferece uma excelente oportunidade de contribuir para uma forma ecológica e progressiva de usar a energia. Garante não apenas o efeito econômico, olhando do ponto de vista financeiro, mas também garante uma solução moralmente ecológica e indiscutívelmente progressista do uso da energia.

A palavra “energia” é derivada do idioma grego ("en" - dentro e Ergon "- força).
Assim nas nossas fontes de energia reside uma força interna, com a qual aprendemos a agir e usar variadamente. Quase todas as atividades humanas afetam o meio ambiente. Bem como a utilização de energia. Hoje em dia consumimos muita energia, por isso nos tornamos dependentes de seus fornecedores. Por isso é importante compreender e saber como encontrar caminhos para o uso equilibrado da energia. A cada ano o mundo consome mais e mais energia. Hoje, o debate sobre energia levantam três questões fundamentais: impacto ambiental, custo e seguro acesso à energia. Dependendo de qual fonte de energia escolheremos, isto irá influênciar o ambiente. Como melhorar o ambiente? É possível trocar por algo outro as usinas nucleares? Podemos reduzir o consumo de petróleo? Talvez melhores tecnologias e novas fontes de energia seriam algumas das respostas para as perguntas. A mais importante questão política tornou-se a criação do equilíbrio entre as necessidades energéticas e ambientais, assim como a busca por construir um desenvolvimento harmonioso para as gerações futuras tanto nos países industrializados quanto nos em desenvolvimento.

A própria Terra tem criado um sistema para como agir a natureza com seus materiais fornecidos. A atvidade humana perturbou o balanço deste sistema, e em algums casos ele completamente já não funciona, pois jogamos no ambiente maior quantidade de materiais do que o ar, terra e as águas podem normalmente reciclar, além disso jogamos novos materiais, dos quais para se limpar a Terra não tem maneiras próprias. Por isso o impacto dos humanos para a natureza causa novos problemas para os próprios humanos e para o ambiente.

Os recursos energéticos do mundo podem se dividir naqueles que regularmente fluem e naqueles que se fazem em curto ou longo prazo.
Aqueles que fluem naturalmente e os de energia acumulada em curto prazo são chamada renovável, já os por um longo prazo acumulada – nerenovável
A energia que flue naturalmente deriva-se dos raios do sol, água e vento. Um exemplo de energia acumulada por prazo curto é a energia contida nos combustíveis biológicos.
As energias acumuláveis por um periodo longo pode ter como exemplo o urânio e todos os combustíveis organicos, tais como petróleo, carvão e gás natural. Hoje na maioria das vezes é usado energia não renovável com prazo de acumulação longo: 80%, de bio-combustíveis renováveis: 11%, do restante 9% é nuclear, energia vinda da água e a energia eólica. No entanto, a fim de criar uma sociedade harmoniosa deve-se acontecer a mudança para fontes de energia renováveis.

Emissões de dióxido de carbono, o que afeta o efeito estufa pode ser reduzido com a produção de electricidade e calor utilizando mais bio-combustíveis. A queima do bio-combustível emite poucos gases com poder de causar o efeito estufa. Do biocombutível recebemos calor, energia elétrica e combustível para nossos veículos. O biocombustível é utilizado com maior freqüência, e esta é uma condição necessária para viver a longo prazo numa sociedade em harmonia.


Os maiores recursos do biocombustível vem do combustível vindo das árvores das nossas florestas. Entre outras coisas, são incluido partes das árvores, como por exemplo galhos e parte superior que nem a indústria de produtos de madeira nem a indústria do papel podem usar. A industria da serração, do papél e celulose, aparas de madeira e cascas de resíduos também podem ser usadas como combustível tanto crú como transformados em briquetes e peletes.
Peletes e briquetes são feitos de resíduos de madeira comprimida. Serragem, cavacos, cascas e outras serrações, assim como outros resíduos industriais de madeira oferece matérias-prima a qual é seca e prenssada em pequenos elementos de combustível. Desta forma o combustível poderá ser de forma mais fácíl transportado ir ser armazenado pelo usuário. Hoje muitos proprietários preferem a possibilidade de aquecer a casa com combustíveis de briquetes e peletes o quais servem para a caldeira ou lareira. Também há vários produtos de turfas, adaptada aos diferentes modos para combustão.

Precisamos de novas idéias, novas tecnologias e mais investigação para que possamos resolver a questão da auto-suficiência energética no futuro. Temos que perceber que nós podemos influenciar o ambiente no quotidiano escolhendo ativamente e mudando hábitos.